28 de dez de 2016

2016-2017: Recesso de fim de ano


Bem, esta semana é a última de 2016, e devido a compromissos pessoais meus, o Metal Samsara cessa suas atividades do ano nesta postagem. Até 02/01/2017, inicia-se um recesso para aproveitar as festas de fim de ano.

Agradeço cada visualização e comentário, desejo a todos um 2017 cheio de alegrias, realizações e tudo de bom, incluindo seus familiares.

Voltaremos à ativa em 02/01/2017, e até lá, aproveitem.

Obrigado!!!!!

Marcos "Big Daddy" Garcia

2016: ano de perdas, de ganhos, e de questões a serem respondidas no futuro


Bem, chegamos ao final de 2016, e coincidentemente, resolvi escrever uma retrospectiva no dia em que completa um ano sem a presença de “Mr. Rock’n’Roll” entre nós, Lemmy.


Assim, fica claro que desde então, o Metal e o Rock, e mesmo a música de bom gosto foi perdendo grandes nomes. Nomes essenciais, de impacto, sendo ele do Metal ou não. David Bowie, Jimmy Bain, Glenn Frey (do EAGLES), Signe Toly Anderson (JEFFERSON AIRPLANE), Maurice White (EARTH, WIND & FIRE), Keith Emerson (EMERSON, LAKE & PALMER), Naná Vasconcelos (percussionista brasileiro que poderia ter gravado as partes dos instrumentos de percussão no “Roots” do SEPULTURA), Billy Paul (cantor de R&B americano famoso por “Me and Mrs. Jones”), Prince, Roye Albrighton (que passou pelo grupo de Rock Progressivo NEKTAR), Lidoka (do grupo AS FRENÉTICAS), Pete Burns (da banda Pop DEAD OR ALIVE), George Michael, entre tantos outros. Alguns causaram grande comoção, outros nem tanto, mas todos são grandes perdas para a música. Óbvio que outras perdas ocorreram em outros ramos das artes que causaram comoções ainda maiores, como Carrie Fisher (a eterna princesa Leia Organa, da franquia cinematográfica “Star Wars”), mas pretendo me ater apenas ao aspecto musical.

David Bowie

Jimmy Bain

Naná Vasconcelos

Maurice White

Billy Paul

Óbvio que todos sabemos que a passagem ocorre mais dia, menos dia. É algo que todos já estão conscientes que vai acontecer. Mas em 2016, realmente Thanatos andou trabalhando com afinco, levando muitas personalidades, músicos e outros que vão deixar saudades. Alguns que nunca poderão ter preenchido essa sensação de vazio que deixam.

Carrie Fisher
Paralelo a isso, o ano de 2016 também marca o anúncio do fim de bandas sagradas. BLACK SABBATH está em sua tour final, assim como o DEEP PURPLE já anunciou que está começando sua tour de despedida. Steve Harris deu algumas entrevistas em que suas declarações mostram um tom de cansaço, de que o IRON MAIDEN também pode estar entrando em processo de aposentadoria. Ou seja, gigantes que andam longe de seus tempos áureos em termos de produção de discos estão dando mostras de cansaço.

Existem duas visões sobre este ponto:

1. É algo triste saber que alguns heróis estão parando, cessando carreiras longas e bem estabelecidas, e deixando órfãs legiões de fãs. Mas o que mais se poderia pedir de bandas que já fizeram tanto? E será que um fã não sente uma pontada no coração de decepção quando a banda diminui o ritmo de suas músicas, baixa afinações, tudo para se adaptar ao que o vocalista pode fazer? Vejam o JUDAS PRIEST por exemplo. No show do Wacken em 2015, ao executarem “Painkiller”, percebe-se isso claramente. Sei que parece que estou ofendendo um gigante, mas este autor que vos escreve ama esta banda há 32 anos, já os viu ao vivo no auge. É constrangedor, pois nisso, se paga para ver a banda ao vivo, mas não para ouvi-la tocar com excelente desempenho.

2. É muito bom, pois isso permite que o foco seja mudado, e que novatos tenham uma chance maior ao Sol. Muitas vezes, os mais jovens acabam ficando eclipsados pela sombra dos gigantes.

Amon Amarth

Nesse segundo aspecto, muitos nomes foram se firmando ainda mais nesse ano, crescendo e estabelecendo uma sólida base de fãs. Alguns exemplos ficam por conta do AMON AMARTH (nessa tour do disco mais recente, “Jomsviking”, chegaram a ter uma resposta do público maior que o todo poderoso IRON MAIDEN em um grande festival na Europa, conforme depoimento de um amigo que estava lá, sem mencionar que eles crescem em termos de fãs a cada novo disco), GHOST (que a cada lançamento vai angariando mais e mais fãs sob a mística de seu “Rock Horror Show”), e o SABATON (que além de se apresentar em grandes festivais há alguns anos, a cada disco vai crescendo absurdamente em número de fãs). Óbvio que muitos fãs no Brasil começarão a ter ataques de pelancas ao lerem estas palavras, como seu eu estivesse escrevendo algo blasfemo. Mas como não existe mais Santa Inquisição e eu não serei queimado em praça pública, prefiro me ater aos fatos ao invés de opiniões, e usar as sábias palavras de Isaac Newton: “Sou amigo de Platão, amigo de Aristóteles, mas antes de tudo, sou amigo da verdade”.

Sabaton

Os movimentos políticos e a crise econômica do país causaram muito alvoroço no cenário Metal. Mas é algo esperado, uma vez que não estamos isentos da realidade causada pelas reviravoltas políticas dos últimos anos. Mas direita ou esquerda, liberal ou conservador, tais fatos mostraram mazelas entre os fãs de Heavy Metal, que mostraram (em ambos os lados) uma completa intolerância ao pensamento do outro. E me perdoem, mas se não existe respeito mútuo, o sonho da unidade do cenário naufragará sempre. Aliás, o sonho de um país melhor naufraga, pois não se pode ter um país melhora para um segmento apenas, mas para todos.

Ainda sobre política, houveram bandas que causaram comoções no Metal mais pelas polêmicas do que pela música em si. Não questiono a qualidade do que elas fazem, mas pelas polêmicas um tanto quanto desnecessárias. MUNICIPAL WASTE com a bandeira com a efígie do Presidente norte-americano eleito Donald Trump atirando na própria cabeça, ou o VIOLATOR no Brasil com seu “foda-se Bolsonaro” foram episódios lamentáveis de quem, no mínimo, pode se achar cheio de atitude política, mas que esquece de que as pessoas possuem liberdade de expressão, inclusive de serem conservadoras ou liberais conforme desejem (o que não se pode é ir contra as leis do país). No mínimo, esse tipo de atitude não parece expressão, mas oportunismo. Toda polêmica chama a atenção, especialmente de bandas que ou estão em decadência ou nunca chegaram a lugar algum. E falar que o Metal é de esquerda ou direita é uma falácia. Ele é um estilo rebelde, que na direita conservadora é mal visto, e na esquerda, vira defunto. E engajamento político, que deveria ser algo pessoal de cada um, acaba se tornando um discurso de ódio contra outros. Se não vale discurso de ódio contra uma idéia, não deveria existir discurso de ódio contra a oposição a esta idéia. Aliás, o mundo já anda tão cheio de ódio que o Metal deveria sim se levantar contra isso, pois nada justifica tal sentimento, seja você pró ou contra a causa que seja.

Aliás, falar que um gênero musical que cresceu graças ao suporte financeiro das grandes gravadoras no passado tem conotação de esquerda é algo que somente um néscio em termos de História do gênero pode afirmar...

Voltando ao aspecto meramente musical, 2016 também foi um ano de muitas surpresas em termos de bandas mais velhas que se mostraram produtivas. Ouvir os discos de bandas como “Cemetery Junction” do DEMON, “Tygers of Pan Tang” do TYGERS OF PAN TANG, e “Fear No Evil” do QUARTZ nos fazem refletir o quanto algumas bandas que nunca foram gigantescas ainda podem contribuir muito, justamente por não estarem tão pressionadas como as bandas de maior nome.

Metallica

2016 também viu o renascer do METALLICA com “Hardwired... To Self-Destruct”, que foi muito bem recebido por público (especialmente pelos mais fãs mais antigos da banda), o MEGADETH mostrando fôlego em “Dystopia”, o ANTHRAX fazendo o ótimo “For All Kings”. Se o SLAYER deixasse “Repentless” para este ano, poderia se dizer que 2016 seria ano do renascimento do Big 4, e menções honrosas para o TESTAMENT com “Brotherhood of the Snake” e outras tantas bandas que fizeram ótimos discos. Tudo bem que estes citados podem não estar em seu auge, mas os discos são muito melhores que tantos outros que vimos por aí.

Megadeth
Testament

Falando de Brasil, bandas consolidadas como ANGRA, SEPULTURA e KRISIUN andaram colhendo frutos dos discos que divulgaram nesta época. Ao mesmo tempo, o underground mostrou muita força com DARKTOWER, ANCESTTRAL, LACERATED AND CARBONIZED, PANZER, TAMUYA THRASH TRIBE e outros que lançaram discos novos em 2016, e deixam claro que o cenário nacional anda muito bem em termos musicais. Só falta ao público nacional perceber isso.

Lacerated and Carbonized

DarkTower

Tamuya Thrash Tribe


Ainda sobre o Brasil, nomes de novatos como MELANIE KLAIN, AFFRONT, CHRONICODE, UNNATURE e outros dentro do underground já mostram talento e muita força, bem como veteranos como o FÓRCEPS superam dificuldades para se manterem ativos. É algo bastante promissor.



Os shows andam melhorando, e o cenário do Rio de Janeiro, que sofreu tanto com o radicalismo e divisões internas infantis e sem nexo, anda dando sinais de recuperação graças ao festival HELL IN RIO, que em sua primeira versão teve bastante sucesso ao ponto de uma segunda versão já estar sendo alinhavada. O próprio underground já mostra recuperação, já que o show de lançamento do TAMUYA THRASH TRIBE, em uma quarta-feira distante de feriadões, lotou, assim como o show do ROTTING CHRIST teve bom público e o evento beneficente com EVIL INSIDE, INDISCIPLINE, UNNATURE e NERVOSA lotou.

Ou seja, uma das cenas clássicas do Metal e do Rock no Brasil começa a reagir. Espero de coração que o mesmo esteja ocorrendo em todo país.

E por falar no trio NERVOSA, talvez tenha sido a banda nacional que mais se destacou em 2016, como já estava fazendo no ano de 2015.

Nervosa

Além do lançamento do ótimo segundo disco (“Agony”, lançado pela Shinigami Records), do destaque em várias revistas em entrevistas (inclusive fora do país), o trio anda em uma sucessão de shows enorme. Nem mesmo a saída da baterista Pitchu fez com que a banda desistisse das datas. E assim, se tornam o nome mais destacado do Metal nacional fora do Brasil, inclusive sendo idolatradas na Europa (onde estarão no primeiro trimestre de 2017, em tour com o DESTRUCTION). 

Nervosa

No mais, 2017 se aproxima, e este autor gosta de acreditar que será um ano melhor não só para o Metal, já que uma nova versão do Rock in Rio se aproxima (e esperamos os nomes a serem confirmados), bandas consagradas lançarão seus discos neste ano que está chegando, algumas promessas terão a oportunidade de se firmarem...

2017 promete, então, vamos pensar positivo!

E eu aproveito para deixar meus votos de um Ano Novo cheio de alegrias e conquistas para todos, seja você fã de Metal ou outro estilo qualquer. 



Por Marcos “Big Daddy” Garcia.

28/12/2016: MS Metal Agency NEWS

TROPA DE SHOCK: disponibilizados vídeos compatíveis com realidade virtual 


Sempre inovando, a banda paulistana TROPA DE SHOCK disponibilizou recentemente, em seu canal oficial do YouTube, fotos em 360°, para serem vistas com óculos VR (Realidade Virtual).


Em paralelo, o TROPA DE SHOCK está atualmente em processo avançado de composição do seu novo álbum, ainda sem título definido e sucessor do aclamado “Inside The Madness”.

O material será lançado novamente pela MS Metal Records em 2017, com distribuição confirmada pela Voice Music.

Para mais informações sobre as atividades da banda TROPA DE SHOCK e dos demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.

Links Relacionados:


HOLLOW: confira primeira parte making of das gravações do novo álbum 


A banda sulista HOLLOW iniciou oficialmente as gravações do seu segundo álbum, intitulado “Downfall” e que será lançado no Brasil através da Eternal Hatred Records, no primeiro semestre de 2017.

Em seu suporte, o grupo disponibilizou no seu canal oficial no YouTube, a primeira parte do making of das gravações do referido trabalho, contendo alguns dos seus principais momentos em estúdio

Para mais informações sobre as atividades da banda HOLLOW e dos demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.

Links Relacionados:


DRACE XII: lançada versão digital do seu debut álbum


A banda DRACE XII disponibilizou recentemente, no seu canal oficial no YouTube, um vídeo contendo todas as faixas, do seu debut álbum “Supreme Legacy”.

O referido trabalho, que possui doze canções inéditas, teve sua versão digital lançada neste mês de dezembro, e a sua versão física está programada para o primeiro semestre de 2017 através da MS Metal Records.


Para mais informações sobre as atividades da banda DRACE XII e dos demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.

Links Relacionados:


KATHARZIAN: disponibilizada arte da capa do seu debut álbum


A banda paulista de Black Metal Sinfônico KATHARZIAN, disponibilizou recentemente a arte da capa do seu vindouro debut álbum, que será lançado no primeiro semestre de 2017 através da Eternal Hatred Records.

O material gráfico foi concebido pelo designer Alcides Burn, que já desenvolveu trabalhos similares para bandas como: Malefactor, Sanctifier, Divine Pain, entre outras.

Para mais informações sobre as atividades da banda KATHARZIAN e dos demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.

Links Relacionados:


SEX PSYCH LOVE: finalizadas as gravações do seu novo álbum


A banda SEX PSYCH LOVE já finalizou as gravações do seu novo álbum. Atualmente o material está sendo mixado, para depois seguir para o processo de masterização. 

Essas gravações foram as últimas atividades do Douglas Studios, segundo lar do grupo desde 2012, onde gravaram também o debut álbum “The Ocean”.

O próximo disco da SEX PSYCH LOVE, ainda sem título definido, será lançado no Brasil pela MS Metal Records no primeiro semestre de 2017, com distribuição da Voice Music.

Em paralelo, as músicas do SEX PSYCH LOVE estão agora disponíveis em várias plataformas digitais, como Spotify e Amazon.com, e em breve seus CDs estarão disponíveis mundialmente através da CD Baby.

Para mais informações sobre as atividades da banda SEX PSYCH LOVE e demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.

Links Relacionados:


DYMON’S: debut álbum será lançado pela MS Metal Records no Brasil


A banda mineira de Thrash Metal DYMON’S terá o seu primeiro álbum, “Destruidor Cannibal”, lançado no Brasil no primeiro semestre de 2017, através da MS Metal Records.

O material será distribuído no seu formato físico pela Voice Music, para as principais lojas especializadas e MegaStores do país. 

Para mais informações sobre as atividades da banda DYMON’S e dos demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.

Links Relacionados:


ALEFLA: finalizadas sessões de bateria e guitarras do seu novo álbum


O novo álbum da banda paulista ALEFLA, que ainda não possui título definido e sucessor do bem recebido “End of the World”, já está sendo registrado por Tito Falaschi, desde a primeira quinzena do mês de novembro em Pindamonhangaba, São Paulo.

As sessões de bateria e guitarras já foram finalizadas, como revela o baterista Paulo Ferreira: “A gravação de batera foi bem intensa! Gastamos um dia inteiro timbrando e microfonando, além de termos testado várias caixas, microfones, posicionamentos, equalizações, até chegar ao som desejado. Foi tudo muito corrido, pois em quatro dias tínhamos que gravar todas as bateras, editá-las para então gravar as bases de guitarra, mas no final deu tudo certo!!!!! Apesar da correria, o resultado ficou muito bacana, não tivemos a pressão. Como falamos anteriormente, este CD estava mais pronto, com uma pré-produção muito bem feita e isso facilitou muito o direcionamento, para conseguirmos chegar mais rápido ao que queríamos. Apesar do som estar cru, sem mixagem, já deu para ver que tá ficando fantástico. Vocês podem esperar um grande CD”.

O referido material será lançado no primeiro semestre de 2017, através da MS Metal Records, com distribuição da Voice Music, e todo o seu conceito gráfico será produzido pelo designer João Duarte.

Para mais informações sobre as atividades da banda ALEFLA e dos demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.

Links Relacionados:


MACABRE AGONY: confirmada nova formação do grupo paulista


A banda paulista MACABRE AGONY confirmou que a sua nova formação seguirá como um duo, composto pelo vocalista Felipe Mras e pelo guitarrista Ahbyn Gustavo.

Em paralelo, o debut álbum do MACABRE AGONY, intitulado “Dry Mankind”, será relançado no Brasil através da Eternal Hatred Records.

O referido material, originalmente lançado de forma independente em 2001, tem previsão de relançamento para o segundo semestre de 2016, com distribuição da Voice Music para as principais lojas especializadas e MegaStores de todo o país.

Para mais informações sobre as atividades da banda MACABRE AGONY e demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.

Links Relacionados:


XAKOL: debut terá participação especial de membro do Mindflow


Rafael Pensado, baterista da banda brasileira de Metal Progressivo MindFlow, gravou uma participação especial no álbum “Chaos Lit a Soul”, da banda sulista XAKOL. 

A gravação contou com a supervisão técnica do aclamado produtor brasileiro Adair Daufembach e foi realizada em Los Angeles, no estúdio Machina Factory, pertencente ao próprio baterista. Recentemente, neste mesmo estúdio, também gravaram Aquiles Priester (Noturnall, ex-Angra, Primal Fear) e Dirk Verbeuren (Megadeth, ex-Soilwork), além de ser onde Marcelo Moreira (Circle II Circle, ex-Almah) gravou as outras faixas de do próprio “Chaos Lit a Soul”.

A música gravada por Rafael será a sexta faixa do álbum, a mais progressiva deste trabalho e a música perfeita para este baterista, que é uma referência nacional no estilo.

Em paralelo, o primeiro single do XAKOL, “Rise of a New Sun”, está sendo registrado no estúdio Beretta, em Floriánopolis, sob a condução do produtor Ivan Beretta, e será distribuído mundialmente através da CD-Baby, no seu formato digital, a partir do próximo mês de dezembro.

Para mais informações sobre as atividades do XAKOL e dos demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.

Links Relacionados:


HELLFLIGHT: confira vídeo inédito para a música “Final Nightmare”


A banda paulista HELLFLIGHT lançou recentemente um vídeo inédito, no seu canal oficial no YouTube, para a música “Final Nightmare”, que consta no track list do seu debut álbum “Mosh Pit Kerosene”.


Em paralelo, “Bird of Prey”, outra faixa do mesmo álbum, está obtendo grande aceitação na Europa, onde vem sido veiculada na rádio portuguesa Pestinha Music, por dois meses consecutivos, dentro do programa Garage Music.


Para mais informações sobre as atividades do HELLFLIGHT e dos demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.

Links Relacionados:



EDU FALASCHI: confira agora o videoclipe da música “Breathe” em versão acústica



O vocalista EDU FALASCHI lançou recentemente, no seu canal oficial no YouTube, o videoclipe para a música “Breathe”, em versão acústica, segundo single extraído do seu álbum comemorativo de 25 anos de carreira, intitulado “Moonlight”.

EDU FALASCHI contou ainda com a participação especial do pianista Tiago Mineiro, que já trabalho com artistas como: Urs Wittwer (Suíça), Mind Priority (Bélgica), Beethova Obas (Haiti), René Calvin (Camarões), Nanny Soul, Nilton Wood, Três de Paus, Landau, Terra Preta, entre outros.

Outro convidado importante no projeto é o maestro e violinista Adriano Machado, criador e regente da Orquestra Sinfônica Villa Lobos e que já tocou nas principais orquestras do país como, “Oquestra Experimental de Repertório”, “Orquestra Municipal de São Paulo”, ”Orquestra Sinfônica da USP”, “Orquestra Sinfônica de Brasília”, “Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo OSESP“, entre outras, além de ter trabalhado como produtor musical, arranjador, maestro e violinista nas gravação de vários shows, CDs e DVDs de artistas como: Jorge & Mateus, Elvis in Concert – turnê 2013 (USA),Bee Gees (Austrália), Dione Warwick (USA), Roupa Nova 30 anos, Zezé Di Camargo e Luciano, Sérgio Reis Turnê 2012 e 2013, Roberto Carlos, Bruno & Marrone, Fabio Jr., Elba Ramalho, Tony Garrido e Paula Lima, entre outros.

“Moonlight” contém versões acústicas com piano, voz, violão e orquestra, para alguns dos seus grandes clássicos das bandas Almah e Angra.

A arte da capa foi desenvolvida pelo artista brasileiro Gustavo Sazes, que assinou a arte da capa de “Fragile Equality”, da banda Almah, além de outros nomes de peso do cenário mundial, tais como: Kamelot, Sepultura, Arch Enemy, Morbid Angel, Manowar, entre outros.

O referido álbum foi lançado nos formatos físico e digital, no primeiro semestre de 2016, nos principais mercados da música no mundo.

Para mais informações sobre as atividades do vocalista EDU FALASCHI e dos demais clientes da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail: contato@msmetalagencybrasil.com.


WAEL DAOU: teaser de “Sand Crusader” liberado



O grande dia se aproxima, e no primeiro semestre de 2017 teremos o tão aguardado “Sand Crusader” do mago das oito cordas WAEL DAOU. Que já está finalizado, e que contou com o suporte na mixagem e masterização do conceituado Brendan Duffey.

Para matar de vez a curiosidade de como está ficando está obra, WAEL liberou um belo teaser do álbum, e traz toda atmosfera e densidade que quis passar. Onde prezou a musicalidade aliado à sua grande técnica, em um trabalho diferenciado que com certeza surpreenderá a todos.


Acesse o link a seguir e confira:



Links Relacionados:


27 de dez de 2016

Discos de 2016, bandas que vão arrebentar em 2017!


Ano passado, esta sessão foi criada para indicar aos leitores as bandas que, apesar de ficarem de fora da lista do Top 20 do Metal Samsara, são aquelas com enorme potencial para crescer e conquistar legiões de fãs. Em geral, são bandas jovens, com poucos anos de vida, e que estão dando os primeiros passos em seus primeiros discos. Todas ótimas, e com muito potencial!

Aproveitem e conheçam seus trabalhos!

MELANIE KLAIN - Melanie Klain (Mococa - SP):







ÓDIO AO EXTREMO - Animal (Lavras - MG)

CROMATHIA - Another Day of Torment (Curitiba -PR):


VOICELESS - Time is Now (São Luis - MA):





LEGACY OF KAIN - Greta (Curitiba - PR):

VICIOUS - Doped by Hatred (Rio de Janeiro - RJ):



YEKUN - The Boar's Nest (São Paulo - SP):


DEATH CHAOS - Prologue in Death & Chaos (Curitiba - PR):

DEMOLITION - Manipulator for Tragedy (Governador Valadares - MG):


CANILIVE - Psychosomatic Schizophrenia (Rio de Janeiro - RJ):




INSANE DRIVER - Insane Driver (São Paulo - SP):

STONERIA - Stoneria (São Paulo - SP):

UNNATURE - Synthetic Nature (Rio de Janeiro - SP):




DARKSHIP - We Are Lost (Porto Alegre - RS):




INSANE DRIVER: banda concorre aos melhores de 2016 da revista Roadie Crew



É com muito orgulho que o INSANE DRIVER participa da votação dos “Melhores de 2016 segundo os leitores da Roadie Crew”, concorrendo na categoria “Álbum Nacional”.

“Insane Driver”, o disco de estreia do quinteto de São Paulo vem recebendo excelentes críticas, o que têm dado o status de “revelação” à banda.

Para votar basta acessar o link abaixo:


A banda está fechando 2016 com um balanço do que foi um ano de conquistas e avanços significativos. "Insane Driver", o disco, foi unanimidade entre público e crítica. Veja alguns trechos de algumas das principais resenhas:



*** Roadie Crew - Nota 9 ***

"Tudo é feito com muita técnica, mas sem exagero. Música com classe, peso e sutileza." - Leandro Coppi (edição #207 – Abril/2016)


*** Whiplash - Nota 8 ***

"... uma banda com um potencial gigantesco, e que se seguir nesta linha ousada e diferenciada, se tornará uma das referências do metal contemporâneo nacional." - Junior Frascá



*** Metal Samsara - Nota 9 ***

"Insane Driver soa bem aos ouvidos, é como um bom vinho envelhecido no tempo certo e com muito esmero. Salute!" - Marcos Garcia



*** Hard'n Heavy - 5 Estrelas ***

"Cada faixa mereceria um parágrafo, mas não vou roubar o prazer da surpresa que é uma primeira audição de Insane Driver" - Thamy Melo



*** Metal na Lata - Nota 9 ***

"Insane Driver já desponta como uma das grandes revelações do ano." - Magnum Watts



Ouça "Insane Driver" no Spotify:


A formação do INSANE DRIVER traz Eder Franco (vocais), Danilo Bigal (guitarra), Deivid Martins (guitarra), Nei Sousa (baixo) e Wagner Neute (bateria)

Acompanhe a banda nas redes sociais:

Melhores de 2016 (Nacional) / BEST OF 2016 (Brazilian)



Marcos “Big Daddy” Garcia (Metal Samsara)

OBS.: Não há ordem de preferência (there's no preferential order)


Álbuns (albums):


REBAELLIUN – The Hell’s Decrees



LACERATED AND CARBONIZED – NarcoHell



TAMUYA THRASH TRIBE – The Last of the Guaranis



DARKTOWER – Eight Spears



[MAUA] – Unconscience



WOSLOM – A Near Life Experience



PANZER – Resistance



KING OF BONES – Don’t Mess With the King



DOOMSDAY CEREMONY – Black Heart



MACHINAGE – Slave Nation



ANCESTTRAL – Web of Lies



PERC3PTION – Once and For All



VOCIFERATUS – Mortenkult



HANGAR – Stronger Than Ever



VULCANO – XIV



MARENNA – No Regrets



LUSFERUS – Desolation’s Theme



GOATLOVE – Guadalajara



VORGOK – Assorted Evils



ATTRACTHA – No Fear to Face What's Buried Inside You



DVD:

HANGAR  Live In Brusque



Revelação:

AFFRONT  Angry Voices



CHRONICODE  Shapeshifter